4 de out de 2007

Vai um cafezinho?

Como já dissemos no primeiro post sobre Serra Negra, a cidade desenvolveu bastante seu lado gastronômico. Não falamos isso apenas pelos bons restaurantes, mas também pelas simpáticas cafeterias especializadas em versões gourmet da bebida.
A primeira parada foi na Le Caffè, local agradável que serve também boa variedade de tortas salgadas, sanduíches, doces e bolos. Tudo exposto em uma vitrine bem atraente.

Claro que não resistimos às tentações e escolhemos o bolo Búlgaro para acompanhar nosso espresso da marca D’Oraggio (R$ 1,80), que é produzido em Serra Negra mas começa a ser encontrado em algumas lojas e cafés da capital.


Recheado de chocolate, frutas cristalizadas ao rum e coberto com chocolate ao leite, estava tão bom que demoramos para sentir falta da água gaseificada que normalmente é servida junto com o café. Este, por sua vez, apresentava acidez equilibrada e leve amargor.


Seu pó é vendido na própria cafeteria em pacotes com um dispositivo que exala o aroma do produto.

Queríamos conhecer todas as cafeterias, mas já era o último dia e o tempo não seria suficiente. Por isso a última parada foi na recém inaugurada Cafe-i-cultura, um ambiente agradável e bem decorado.

Na parte inferior, além das mesas há um mini-empório que vende produtos da região e o café em pó Ouro Verde, produzido artesanalmente na fazenda dos proprietários do estabelecimento, que fica a 5km do centro de Serra Negra.


Subindo as escadas, vimos uma interessante exposição fotográfica – com fotos tiradas na própria fazenda – e um breve filme com curiosidades e dicas sobre o café.

Conversando com os donos, soubemos que a fazenda promove visitas monitoradas para mostrar todo o processo de produção, desde o plantio dos grãos até a finalização da bebida.
E claro que seria impossível sair de lá sem provar o café. Enquanto o Fernando optou pelo tradicional e encorpado espresso puro (R$ 1,50), eu resolvi variar e ver se a combinação do espresso com licor de chocolate (R$ 2) era realmente tão boa quanto imaginei.


E não é que me dei bem!
Pena que o dia terminou e já era hora de voltar para São Paulo.

Sugestão do chef: Nos dias 12 e 13 de outubro acontecerá a 3ª Degusta Café Serra Negra 2007, evento realizado pela Associação de Cafeicultores de Serra Negra (ASCAFÉ). Além de expositores ligados ao segmento, apresentações de baristas, premiações e concurso gastronômico de café garantem entretenimento aos visitantes.

Café D’Oraggio: site: http://www.cafedoraggio.com.br

Le Caffè: R. Conselheiro Rodrigues Alves, 609 – Serra Negra – SP
Tel: (19) 3842-1570

Café-i-cultura (Fazenda Vale do Ouro Verde):
s
ite: http://www.valedoouroverde.com.br/

3ª Degusta Café Serra Negra 2007: Dias 12 e 13 de Outubro 2007 no Centro de Informações Turísticas, das 9h às 20h. Site: http://www.degustacafe.com.br/

6 comentários:

  1. Meu Deus! Esse bolo Bulgaro é um atentado ao pudor. E com um espresso ainda...Coisadiloco!
    Estou adorando esse passeio pela Serra Negra.

    Beijos e abraços
    Diego

    ResponderExcluir
  2. Cafes ja sao naturalmente um charme. Esse esta especial. um beijo! :-)

    ResponderExcluir
  3. Diego, sou suspeita pra falar, mas o bolo estava um delícia mesmo!

    Fezoca, eu demorei muitos anos para me render ao café mas sempre achei um charme freqüentar cafeterias.

    Beijos,
    Débora

    ResponderExcluir
  4. Gente, que delícia!...Sou louca por café, ainda mais bem acompanhado por um doce bem feito ;-)
    Aliás, a série de Serra Negra está ótima, meninos. Alguém já tinha me falado que se come realmente um grande bacalhau por lá e vocês foram comprovar! O bom é que é tão pertinho de São Paulo...
    Beijo pra vocês!

    ResponderExcluir
  5. Conhecemos o Le caffè e outras casas que não me lembro dos nomes.
    Gostei dos cafés de lá, mas não tinham muito aromas, no geral tinham torrefação bem forte...
    Vendo todos esses posts de Serra Negra fiquei com vontade de voltar!
    bjo,
    Nina.

    ResponderExcluir
  6. Emília, a qualidade das cafeterias nos surpreendeu. E o bacalhau estava delicioso! Talvez Serra Negra seja um lugar bacana para você colocar no seu blog.

    Nina, boa observação sobre a torrefação. Se em outra oportunidade visitarmos a Fazenda Ouro Verde conheceremos melhor o processo de torrefação e depois te contamos. Caso volte para lá, acho que esse passeio deve ser beastante interessante.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails