1 de mai de 2008

O pastel e o bonde

Depois de visitar o Museu do Café, a fome começou a apertar. Como ainda era cedo para pensar no almoço, resolvemos comer alguma coisa no Café Carioca, tradicional bar do Centro de Santos.


Inaugurado em 1939, foi por muito tempo o principal ponto de encontro dos políticos da cidade.
Além de alguns pratos, o cardápio apresenta petiscos e boa variedade de lanches. Mas a grande atração da casa são os pastéis, encontrados em nove opções de recheio.
Provamos o de camarão, o de palmito e o de carne de siri, R$ 2,50 cada.

Todos tinham recheio farto e cremoso e sabor bem acentuado.

Já a massa pesada e grossa deixou a desejar. Provavelmente isso acontece porque os pastéis não são fritos na hora, eles ficam armazenados em estufas térmicas e nem sempre chegam quentinhos à mesa.

Para acompanhar os pastéis, chá mate bem geladinho com limão (R$ 2).

Parece que o consumo dessa bebida é comum por lá: vimos em outros restaurantes e também em carrinhos refrigerados que circulavam pelas ruas do Centro.
Deixamos o Café Carioca para embarcar num passeio que nos fez voltar no tempo: andar de bonde.

Em 1919 foi inaugurada a primeira linha de bondes elétricos em Santos e, por 35 anos, eles foram o principal meio de transporte da cidade. Deixaram de funcionar em 1954.
Como parte do projeto de revitalização do Centro Histórico, em 2002 a prefeitura construiu uma pequena linha turística e fez circular um bonde com características idênticas às dos originais.
O city-tour é monitorado e dura cerca de 10 minutos. Por R$ 1 é possível dar uma volta pelas principais ruas do Centro Histórico e conhecer um pouco da história de Santos.


Quando descemos do bonde o sol estava muito forte e a sensação de calor beirava o insuportável. Momento propício para interromper por algumas horas nosso passeio e procurar um bom lugar para almoçar.
Mas isso é história para o próximo post.

Sugestão do chef: visitar pessoalmente o Café Carioca, um dos clássicos da gastronomia santista, é parada obrigatória para quem passa pelo Centro Histórico. Mas quem estiver instalado em Santos pode utilizar o serviço de entrega, que funciona em toda cidade.


Bar e Café Carioca: Praça Visconde de Mauá, 1 – Santos – São Paulo. Tel.: (13) 3219-1745
Bonde turístico: de terça a domingo, das 11h00 às 17h00. Partida da Praça Visconde de Mauá. Bilhete: R$1,00. Tel.: (13) 3201-8000.

9 comentários:

  1. Mto show, me amarro num pastelzinho! E digo mais, mesmo ele não sendo fritinho na hora e meio borrachudo. Pastel é pastel gente, no matter how, hehehehe!!!

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Lugares retrôs me pegam pelo pé :-) E com pastelzinho ainda...
    Mas o melhor do post são essas fotos do passeio de bonde, adorei! E o bom é que funciona mesmo no domingo.

    ResponderExcluir
  3. Diogo,

    Já experimentou o pastel da feira do Pacaembu? Coisa de louco...

    Emilia,

    O bondinho é o maior barato, pra voltar no tempo mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Por enquanto, Santos continua como era quando eu ia lá : bonita, charmosa mas a comida ... (vide café e pastel). Vou continuar lendo os próximos posts pra encontrar o centro gastronômico santista !

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Gostaria de pedir licença para linkar o blog de vcs.
    Adorei as dicas e, apesar de estar morando fora do Brasil no momento, quero mto experimentar todas estas dicas deliciosas qdo voltar a sp!

    Adorei mesmo!
    Vc estão fazendo um super trabalho.
    Parabéns!
    Abraços,
    Fernanda

    ResponderExcluir
  6. Perto da rua Normandia ha uma feira, e quando eu trabalhava por ali, de quinta-feira, se nao me engano, batia ponto na feira. O pastel era saboroso demais!
    Quando chegamos em s paulo nos entupimos de arroz com feijao e corri feito louca pra comer pastel! rsrs A gente tem saudade de cada coisa!
    bjs, andrea

    ResponderExcluir
  7. Ei, alô? Toc, toc, toc! Tem alguém ai?

    ResponderExcluir
  8. Eduardo, os próximos posts trarão boas opções gastronômicas de Santos, pode esperar!

    Fernanda, obrigado pelos elogios! Ficamos felizes em saber que o blog é útil e nosso trabalho é reconhecido. Volte sempre.

    Andrea, pastel é muito boma, difícil passar muito tempo sem comer pastel de feira.

    Digo e Nina, estamos sumidos mesmo, mas é tudo culpa do trabalho. O segundo semestre do ano deve ser mais fácil (assim esperamos). Mas sempre que sobra tempo atualizamos o blog.

    Abraços,
    Débora e Fernando

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails