21 de fev de 2008

Casarão Imperial

Há poucos anos a Vila Leopoldina era um bairro horizontal cercado por diversos galpões. O movimento maior ficava mesmo por conta dos caminhões descarregando hortifrútis no Ceasa. Atualmente a região sofreu uma metamorfose. Surgiram muitos prédios – alguns bem imponentes – a população se multiplicou e, na esteira dessa transformação, chegaram alguns estabelecimentos bem interessantes. Um deles é o Imperatriz Villa Bar, situado na agradável rua Passo da Pátria, bem ao lado da pizzaria Brascatta, da qual já falamos aqui.


O bar já teve o nome de Coisas do Brasil e fica num casarão decorado com artesanato e quadros inspirados em temas brazucas. No cardápio há também uma referência à escola de samba carioca Imperatriz Leopoldinense.

Nas tardes de sábado, um buffet de feijoada (R$ 34 por pessoa) divide espaço no quintal da casa com músicos que tocam chorinho. O local fica meio isolado do restante do bar, por isso não há incômodo algum àqueles que dispensam música ao vivo.

Além do chopp Stella Artois e Brahma nas versões pilsen e black (aquela cheia de espuma cremosa), há oferta de cervejas básicas e das uruguaias importadas pela Ambev. Pedi uma Norteña, mas tinha acabado. Optei, então, pela cerveja Patrícia (R$ 15), levinha demais pro meu gosto, mas pelo menos refrescou o forte calor.

A Débora preferiu uma caipirinha. Ótima pedida, pois o cardápio apresenta diversas combinações, todas preparadas na frente dos clientes.

Na versão que ela inventou, o saquê foi acompanhado de tangerina, maracujá e pimenta rosa (R$ 13,50). Além de linda, ficou bem saborosa – mais que a minha cerveja.

Na parte comestível, destaque total para os grelhados. A boa notícia é que há alternativas à tradicional picanha no réchaud (também presente no cardápio). Os espetos na travessa que o digam. São bem maiores (e mais caros) que os espetinhos tão comuns por aí, e chegam à mesa com um pãozinho adocicado parecido com uma broa, além de outros bons acompanhamentos. Pedimos logo três.

O melhor foi o de pintado com tomate cereja e palmito pupunha (R$ 14).

Esperávamos mais do mignon de cordeiro com damasco (R$ 16).

Mas a honra das carnes foi salva pelo ótimo lombinho com abacaxi na canela (R$ 11).

Cada espeto dá direito à escolha de um molho. Decidimos rápido pelo de hortelã, tradicional companhia para o cordeiro. A segunda escolha foi o chutney de maracujá e papaya, simplesmente delicioso com o pintado e com o lombinho. A última opção foi o pesto de rúcula. O sabor estava bom, mas ele ficou um pouco deslocado em meio às carnes.
Quando acabamos de comer, o forte calor tinha se transformado em uma tempestade de verão. Sem problemas, esperamos a água parar de cair comendo banana grelhada com leite condensado e sorvete artesanal de macadâmia (R$ 12). Uma delícia e, pelo jeito, fácil de fazer em casa.

Sugestão do chef: No banheiro do Imperatriz Villa Bar ficam à disposição fio dental e antisséptico bucal. Todos os bares deveriam fazer o mesmo, concorda?

Imperatriz Villa Bar: Rua Passo da Pátria, 1.673 – Vila Leopoldina – São Paulo – SP - Tel.: (11) 3644-4363

7 comentários:

  1. Belo lugar.
    Já me falaram que o bairro está ficando maravilhoso.

    ResponderExcluir
  2. Gente, me apaixonei pelo blog. Assinei o feed e vou ler sempre! Adorei as dicas de restaurantes, principalmente os da região da Lapa/Vila Romana, porque também moro ali perto.

    E a Casa do Brigadeiro já está com visita programada pra amanhã! Nham nham....

    beijo

    ResponderExcluir
  3. Michel,
    O bairro está ficando ótimo mesmo. Vale passar lá e conhecer alguns estabelecimentos.

    Gabi,
    Já falamos de alguns bons lugares da região e ainda falaremos de outros. Escreva pra contar se gostou da Brigadeiro.

    abraços,

    Fernando e Débora

    ResponderExcluir
  4. Muito legal esse serviço o banheiro. Dá para levar a cara metade, se entupir de alho sem culpa. Tem um Listerine te esperando no banheiro..

    ResponderExcluir
  5. Verdade, Rodrigo. As churrascarias deveriam fazer isso pra todo mundo comer picanha com alho sem medo. rsrs

    ResponderExcluir
  6. Ah sim certamente, principalmente lugares onde as carnes são o carro chef.
    É terrível ficar tentando tirar um naco de carne que agarra no dente.
    Parabéns pelo blog

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails