27 de set de 2010

24 horas bem aproveitadas

A Feira de Artes e Artesanato do Largo da Ordem acontece todos os domingos das 9h às 14h, nas ruas do centro histório de Curitiba. Passeio que atrai uma multidão, especialmente turistas.

A feira é enorme, e como nosso dia seria cheio de atividades, só conseguimos visitar algumas barracas.De lá fomos para a Rua das Flores, que fica no centro da cidade. A principal atração da região é o Palácio Avenida, um dos mais importantes edifícios históricos de Curitiba. Ele é muito conhecido em todo o Brasil por sediar o espetáculo natalino em que um coral de crianças canta nas janelas.

A próxima parada aconteceu no belíssimo Jardim Botânico, local em que se destaca a linda arquitetura metálica do abrigo para a estufa de plantas.

De cima da estufa é possível observar o desenho do bem cuidado jardim geométrico.

Passeando pelo jardim, logo percebe-se que a grande quantidade de flores atrai borboletas das mais variadas cores. Impossível não dedicar um tempo do passeio para observá-las.

Já passava um pouco das 13 horas e achamos que uma boa pedida seria optar pelo almoço colonial, refeição bem tradicional em Curitiba. E então, nos dirigimos para a confeitaria Coeur Douce.

R$ 33 por pessoa é o valor do almoço com direito a consumir todos os itens do completo buffet, inclusive sucos e chocolate gelado.

Começamos pela salada e logo colocaram em nossa mesa excelentes salgadinhos.

Depois nos servimos de strogonoff de camarão com palmito, filé mignon com molho de funghi, quiche de legumes e de queijo. Tudo muito gostoso e bem feito.
Pena que não podemos dizer o mesmo dos doces. Muitos dos pães estavam secos. As tortinhas tinham (todas) a mesma massa, que achamos grosseira e gordurosa. Mousses, cremes e bolos recheados eram todos à base de muito chantily. Uma verdadeira decepção.

Pelo menos o pudim de leite condensado, o quindim e a salada de frutas foram aprovados.

O último passeio do dia foi no Museu Oscar Niemeyer, conhecido como "Museu do Olho".

O complexo é o maior do Brasil destinado a exposições de obras de arte. A beleza da construção impressiona. Conta com café, loja de souvenirs, área para convivência e jardim.

O espaço é tão agradável que ficamos por lá até a noite chegar.

Como no dia seguinte acordaríamos muito cedo, substituímos o jantar pelo Mix de Salsichas (R$ 15,50) do Bar do Alemão, acompanhado de chopp Brahma (R$ 5,90 a caneca, R$ 5,30 o copo e R$ 5,50 o copo do chopp escuro). Bom fim de noite para um ótimo dia.


Sugestão do chef: quem pretende passear por toda Feira do Largo da Ordem deve se programar para chegar logo no início. Por volta das 11h já fica difícil caminhar, tamanha a quantidade de visitante.

Feira do Lardo da Ordem: Largo da Ordem, sem número - Centro Histórico – Curitiba – Paraná. Todos os domingos das 9h às 14h.

Jardim Botânico: Rua Engenheiro. Ostoja Roguski – Jardim Botânico – Curitiba – Paraná – Tel: (41) 3264-6994. Visitas: diariamente, das 6 h às 21 h (no verão) e das 7 h às 20 h (no inverno).


Museu Oscar Niemeyer: Rua Marechal Hermes, 999 – Centro Cívico – Curitiba – Paraná – Tel.: (41) 3350-4400.

Confeitaria Coeur Douce: Rua Atílio Bório 539, esquina com Av. Souza Naves – Cristo Rei – Curitiba – Paraná – Tel.: (41) 3262-5611. Almoço colonial das 11:30 às 15h.

Bar do Alemão: R. Dr. Claudino dos Santos, 63 – Centro Histórico – Curitiba – Paraná – Tel.: (41) 3223-2585.

25 de set de 2010

Rodízio italiano do Velho Madalosso

Depois da maratona pelos parques curitibanos, ficamos famintos. Na hora do jantar não pensamos duas vezes e fomos conhecer o bairro da Santa Felicidade, onde se concentra boa parte dos mais visitados restaurantes da cidade. Comida por lá costuma ser sinônimo de fartura e preços razoáveis (não é regra).
Demos uma volta, olhamos o cardápio de alguns lugares e optamos por conhecer o rodízio italiano do Velho Madalosso (R$ 25 por pessoa), restaurante tradicional e bem mais intimista do que a nova unidade instalada na calçada da frente, que, de tão grande, se confunde com um condomínio.


O rodízio começa com salada, “risoto”, maionese e uma excelente porção de tulipa de frango servida com alho frito que ninguém conseguia parar de comer. Tudo é colocado à mesa de uma só vez. Certamente foi a comilança inicial que nos fez esquecer das fotos dos outros pratos.





Logo os garçons começaram a passar nas mesas servindo lasanha na manteiga, nhoque ao sugo e com tomate seco, espaguete ao alho e óleo e ao sugo, conchiglione recheado com quatro queijos e figo, rondelli, fraldinha, tender agridoce e lingüiça.
Um pouco seca, a lasanha na manteiga foi a única massa da qual não gostamos muito. Nenhuma da outras chega a integrar a lista das melhores que já provamos, mas, sem dúvida, estavam bem boas.
Acompanhamento do nosso farto jantar, o vinho chileno Arboleda Carmenère (R$ 79) agradou a todos.



Comemos muito bem e, mesmo satisfeitos, ainda encaramos um Creme de papaia com licor de Cassis (R$ 7,50) e uma Torta de Chocolate meio amargo com sorvete de creme (R$ 9).



O creme de papaia até não se saiu mal, mas as sobremesas não estão entre as melhores pedidas do Velho Madalosso, restaurante que, de uma modo geral, pode ser considerado de ótimo custo/benefício.

Sugestão do chef: o restaurante funciona no almoço e no jantar, mas não abre às segundas-feiras.

Velho Madalosso: Av. Manoel Ribas, 5.852 – Santa Felicidade – Curitiba –Paraná – Tel.: (41) 3273-1014

23 de set de 2010

Forme-se em gastronomia sem alterar a rotina

* Post patrocinado

Ainda está em tempo de aprender gastronomia. E melhor ainda: sem sair de casa nem cancelar outros compromissos.
Sim, é possível. Pelo menos a quem se inscreve na Graduação Tecnológica On-Line da Universidade Anhembi Morumbi.
A duração é de dois anos, período em que o aluno desenvolve habilidades e competências exigidas pelo mercado de trabalho da área. Ao término, está capacitado a atuar em restaurantes, buffets, bares, hotéis, navios e por aí a fora.
Mas se a ideia é fazer a graduação para deixar de ser empregado, ótimo! É que o curso trabalha também fundamentos importantes na administração de negócios do segmento gastronômico. Ou seja, confere qualificação para quem deseja atuar, gerenciar ou cumprir ambas as funções em um empreendimento focado na gastronomia.
Mais detalhes sobre esse e outros cursos da graduação tecnológica você pode ler aqui.
Já para garantir a inscrição, basta clicar neste link.

22 de set de 2010

“Youtube” da culinária

*Post patrocinado pela Vivo



Conhece o Food Tube?
É um site de compartilhamento de vídeos como o Youtube, mas voltado exclusivamente para a gastronomia.
O Food Tube é um ótimo lugar para acompanhar, passo a passo, o modo de preparo de qualquer receita, desde aquelas mais difíceis de acertar até pratos mais básicos ou triviais. Bom para quem está começando a se arriscar na cozinha.
A maioria dos vídeos é em inglês, mas diversos deles são bem didáticos e dá pra acompanhar com uma certa tranquilidade.

19 de set de 2010

Curitiba, a cidade dos parques

Os dias passados em Curitiba foram planejados para que pudéssemos conhecer a maioria dos belos parques espalhados por toda a cidade. Para isso, precisamos sacrificar o almoço no primeiro dia da viagem e nos contentar com petiscos e lanches entre uma atração e outra.
Começamos o passeio pela Unilivre – Universidade Livre do Meio Ambiente.

Ficamos admirados com o tamanho do paredão rochoso, primeira visão que tivemos do espaço que abriga a universidade.

O cenário é bucólico e encantador. As aulas acontecem em cabanas construídas no meio de uma estrutura de madeira, consideravelmente alta – o topo da construção se sobrepõe à copa das árvores.

De lá nos dirigimos ao Parque Tanguá, outro cenário que impressiona logo pelo bem cuidado jardim da entrada.

Todas as construções do Tanguá têm pé direito bastante alto, o que confere uma certa imponência ao local. A altura da cachoeira também não passa despercebida.

De repente, o sol apareceu pra valer. Momento ideal para descansar um pouco e recarregar as energias, afinal, dali iríamos para a Ópera de Arame.

Projetado pelo mesmo arquiteto responsável pelo desenho da Unilivre, a Ópera de Arame é um teatro construído em estrutura tubular de ferro. Sem dúvida um dos cartões postais mais bonitos de Curitiba.

Na parte de baixo da estrutura principal funciona o Ópera Café. O cardápio é enxuto, preenchido por lanches rápidos e petiscos. Para enganar a fome, pedimos uma porção de Bolinho de Aipim com Carne Seca (R$ 11) e seguimos para o Memorial Ucraniano.

O espaço fica dentro do Parque Tingui e homenageia os imigrantes ucranianos. A réplica da Igreja de São Miguel de Arcanjo é linda. Ao lado dela, existe uma casa típica ucraniana onde funciona a loja de souvenirs.

O artesanato da Ucrânia é muito bonito, em especial as Pessankas.

Nossa próxima parada foi a Torre Panorâmica da Brasil Telecom.

Em seu topo, a 109,5 metros do chão, funciona um mirante de 360 graus que permite ver praticamente toda a cidade de Curitiba.

Estávamos quase no final do primeiro dia de passeio e encerramos o nosso roteiro com uma visita ao Bosque do Alemão.

A principal atração do Bosque é caminhar pela arborizada trilha de João e Maria, que traz trechos da história deste conto popular infantil em azulejos espalhados ao longo do caminho.

Nos hospedamos no centro da cidade e no caminho até o hotel ainda tivemos disposição para visitar o Passeio Público, primeiro parque de Curitiba, inaugurado em 1886. O espaço também foi o primeiro zoológico da cidade, e até hoje possui alguns animais.

O Parque fica no coração de Curitiba e concentra uma área verde de 70 mil metros quadrados.

Logo à frente do Passeio Público está o Memorial Árabe, mais uma das construções imponentes, com 140m de altura. Estava fechado, por isso tivemos de nos contentar em observar e fotografar a parte externa.


Sugestão do chef: Curitiba disponibiliza um ônibus turístico que passa pelos principais parques e atrações da cidade. O bilhete custa R$ 20 por pessoa e dá direito a quatro reembarques.


Linha turística: Saídas de terça a domingo partindo da Praça Tiradentes, no Centro, das 9h às 17:30h, com intervalos de 30 minutos.

Unilivre: Rua Victor Benato, 210 – Pilarzinho – Curitiba – Paraná – Tel.: (41) 3254-5548 e 3254-7657 – Horário: diariamente das 8 às 19 horas.

Parque Tanguá: Rua Dr. Bemben, sem número – Pilarzinho – Curitiba – Paraná –
Tel.: (41) 3335-2112 – Horário: diariamente das 6h às 20h.

Ópera de Arame: Rua João Gava, sem número – Pilarzinho – Curitiba – Paraná –
Tel.: (41) 3355-6072 – Horário: terça a domingo, das 8h às 21h.

Memorial Ucraniano: Entre as ruas Fredolin Wolf e José Valle – Curitiba – Paraná – Tel.: (41) 3335-2112 – Horário: diariamente das 8h às 18h, em Curitiba.

Torre Panorâmica: Rua Lycio G. de Castro Vellozo, 191 – Mercês – Curitiba – Paraná – Tel.: (41) 339-7613 – Horário: terça a domingo, das 10h às 19h.

Bosque do Alemão: Rua Niccolo Paganini, esquina com Franz Schubert – Vista Alegre (Jardim Schaffer) – Curitiba – Paraná – Tel.: (41) 3568-1087. Horário: diariamente das 6h às 20h.

Passeio Público: Entre as ruas Presidente Carlos Cavalcante, Presidente Faria e Av. João Gualberto, sem número – Centro Cívico –
Curitiba – Paraná – Tel.:(41) 3222-2742. Horário: Terça a domingo das 6h às 20h.

Memorial Árabe: Rua Heitor S. de França, esquina com a Rua Barão de Antonina, na Praça Gibran Khalil Gibran – Centro Cívico – Curitiba – Paraná – Telefone: (41) 3223-6574 – Horário: de segunda a sexta das 9h às 21h. Aos sabados das 9h às 13h.
Related Posts with Thumbnails