11 de set de 2009

Culinária Paulista no Parque da Água Branca

De hoje até o próximo dia 20 o Parque da Água Branca recebe a 13ª edição do Revelando São Paulo - Festival da Cultura Paulista Tradicional.
Além do artesanato e de diversas manifestações artísticas, o evento sempre traz ótimas opções da gastronomia típica do interior do Estado. Assim como fizemos no ano passado, estaremos lá para conferir.

Revelando São Paulo: Av. Francisco Matarazzo, 455, Água Branca, São Paulo – SP (Parque da Água Branca), de 11/09 a 20/09 das 9 às 21 horas.

9 de set de 2009

SPRW – Brasil a Gosto

Aproveitamos a Restaurant Week para, finalmente, conhecer o Brasil a Gosto.

Chegamos com muita chuva e sem uma mesa garantida, já que a casa não faz reservas para os domingos. Logo nos informaram que a espera era estimada em uma hora, mas tivemos sorte e conseguimos uma mesa para quatro pessoas em aproximadamente 40 minutos.
Enquanto esperávamos, os garçons serviam como cortesia chips de raízes (mandioca, batata-doce e mandioquinha) e um drinque feito com suco de tomate e cachaça de pimenta, ambos saborosos e, surpreendentemente, bem suaves. Digna de elogios a atenção dada a todas as pessoas da fila de espera.
Não conseguimos recusar o couvert, mesmo sabendo que ele encareceria substancialmente a conta. Saiu a R$ 10 por pessoa, mas veio bem caprichado. Os quatro pães – de leite, de abóbora, de queijo e a broa de milho – estavam deliciosos.

Dá pra dizer o mesmo da manteiga nas versões com castanha de baru, com pesto de manjericão (essa a melhor das três) e tradicional.

De quebra, vieram mais chips de raízes e uns bons biscoitos de polvilho.

Íamos provando de tudo enquanto bebericávamos uma tubaína da Schincariol (R$ 6 a garrafa de 600 ml) e relembrávamos aquele sabor dos tempos idos.

Na escolha do cardápio do nosso almoço (R$ 27,50 + R$ 1 para a Fundação Ação Criança), a melhor decisão seria experimentar todas as criações da chef Ana Luiza Trajano, que escolheu a banana-da-terra como ingrediente de destaque.
A Débora começou com os canapés de banana-da-terra com queijo cremoso e geléia de pimenta. Apesar de um pouquinho secos, a combinação era muito criativa e a geléia dava o toque adocicado ao prato.

Eu fui na simplezinha salada de folhas verdes com molho de coalhada e biscoito de polvilho picado.

Entre os principais, a combinação de arroz cateto com feijão verde, palmito pupunha e banana grelhada estava muito boa e lembrava um risoto prá lá de diferente.

Mas o melhor mesmo foi o filet de porco com molho de jabuticaba, purê de inhame e banana-da-terra grelhada. Vieram, na verdade, dois filets muito bem temperados e com um molho simplesmente sensacional!

Vale o registro de que ambos os pratos eram fartos, como manda a tradição brasileira. Tanto que se o cardápio não incluísse sobremesas, provavelmente pensaríamos bem antes de pedir, pois estávamos satisfeitos.
E por falar nelas, eu fui de torta Romeu e Julieta, que achei boazinha e nada mais.

O restante da mesa ficou com a outra opção, que trazia mais banana! O restaurante realmente usou e abusou do ingrediente, mas novamente acertou a mão. A bananada com crocante de castanha-do-pará e coco veio acompanhada de sorvete de nata e foi aprovada por todos.

Impossível não comentar o serviço impecável, mesmo com o salão lotado e com a fila de espera que não diminuía. Os detalhes brasileiros da decoração e das louças também não passaram despercebidos. Mas quando voltarmos lá, vamos recusar veementemente o café: é bom, mas nem de longe vale os inexplicáveis R$ 5.


Sugestão do Chef: na entrada do restaurante tem uma máquina antiga de sorvetes, no estilo daquelas de rua que as abelhas adoram. Quem quiser provar deve avisar antes, porque ela fica desligada e demora um tempo pra começar a funcionar.

Brasil a Gosto: Rua Professor Azevedo Amaral, 70 – Jardim Paulistano – São Paulo – SP – Tel.: (11) 3086-356

Related Posts with Thumbnails