31 de ago de 2008

Cerveja com café

Degustamos a nova cerveja da Colorado na festa de lançamento, no Bar Anhanguera.

A Demoiselle é uma Porter com adição de café da região da Alta Mogiana, 6% de teor alcoólico e preço entre R$ 10 e R$ 13.

Achei bem encorpada e saborosa. Na minha opinião, ótima para os dias frios. A Débora, que não curte muito as cervejas bem amargas, deu só uns goles e logo passou para a Indica, que continua sendo nossa preferida.

Sugestão do chef: provamos a cerveja com alguns petiscos e achamos que combinou bem com lingüiça defumada.

Cervejaria Colorado: Rua Minas, 394 – Ribeirão Preto – SP – Tel.: (16) 3941-4949

27 de ago de 2008

SPRW – Lola Bistrot

Depois do almoço no Chakras, o simpático Lola Bistrot foi o local escolhido para nossa segunda parada na São Paulo Restaurant Week.

Fizemos os pedidos e logo fui servido do creme de cogumelos com queijo gruyère. Excelente, com um toque picante que não consegui descobrir de qual ingrediente vinha.

A Débora preferiu salada verde com mini batata e creme de haddock. Interessante, principalmente pelas batatinhas “al dente”.

Um Boeuf Bougnon com a carne desmanchando na boca deu seqüência ao meu almoço. Dava pra sentir direitinho o gosto suave do vinho tinto. Muito bom mesmo.

Enquanto isso a Débora comentava sobre o sabor leve do Penne com Salmão ao molho de Dill.

Nossa vontade de provar um pouco de cada opção dos dois menus disponíveis para o evento prosseguiu durante a sobremesa. Para a Débora, Timballe de Frutas e Farofa de Frutos Secos. Combinação exótica e diferente de qualquer creme de frutas que já provamos.

Eu fui de mousse de chocolate e café com ganache de queijo.

Ótimo, com o queijo dando um toque todo diferente. Pena que demorou quase 20 minutos e ainda chegou sem a apresentação impecável que tínhamos visto em outras mesas.

Sugestão do chef: sem dúvida vale a pena reservar uma mesa para conhecer o Lola Bistrot em um desses últimos dias de SPRW. Principalmente porque o cardápio regular é bem interessante, porém muito mais caro que os R$ 25 pagos pelo menu completo.

Lola Bistrot: Rua Purpurina, 38 – Vila Madalena – São Paulo – SP – Tel.: (11) 3812-3009

25 de ago de 2008

SPRW – Chakras

Depois da decepção com o Eñe, refizemos a programação para a São Paulo Restaurant Week e começamos o tour gastronômico com um almoço no Chakras.

Ao entrar no restaurante é impossível não se impressionar com o bom gosto da decoração, de característica oriental. O lugar é lindo!

Prontamente os garçons, todos muito atenciosos, nos trouxeram o cardápio. E não foi fácil selecionar apenas uma das quatro combinações criadas especialmente para a SPRW.
Como entrada escolhemos Tartine de avocado com queijo brie e aroma de especiarias. A quantidade de queijo foi generosa e como ele estava levemente gratinado, ficou com a textura ainda mais interessante.

Para o prato principal o Fernando foi de Trittico di Gnocchi, uma degustação de três tipos de gnocchi (abóbora com molho de tomate, espinafre com molho de noz moscada e batata ao molho de queijo). Todos muito diferentes, leves e saborosos.

Eu preferi Confit de galinha da Índia ao molho poivre e risoto de lentilha. O prato estava excelente, a combinação do risoto apimentado com a carne de galinha foi perfeita.

Na hora das sobremesas nos dividimos novamente. O Fernando gostou da Torta Mousse aos três chocolates. Um doce bem leve que destacou com clareza o sabor de cada tipo de chocolate (branco, ao leite e amargo).

Eu resolvi arriscar uma sobremesa que, para agradar de verdade, precisa ser bem executada: Mille Foglie (mil folhas) com recheio de creme de baunilha e fricassé de morangos.
Não me decepcionei. Estava muito bem feita, assim como tudo o que provamos por lá.

Pelos R$ 25 cobrados por pessoa para o menu do almoço (entrada, prato principal e sobremesa), o Chakras ainda incluiu o couvert, que trazia irresistíveis lascas de pão temperado e molho chutney.

Sem dúvida escolhemos muito bem o primeiro restaurante para o aproveitar a SPRW. E depois da gastronomia apresentada no Chakras, superamos completamente a decepção com a “meia participação” do Eñe no evento.

Sugestão do chef: pra quem gostou do local e quer ter uma idéia dos pratos fixos do Chakras, no site do restaurante é possível ver o cardápio completo já com os preços.

Chakras: Rua Melo Alves, 294 – Jardins – São Paulo – SP. Tel. (11) 3062-8813

22 de ago de 2008

Nota sobre a São Paulo Restaurant Week

Levando em conta os bons restaurantes participantes da São Paulo Restaurant Week, consideramos prudente reservar mesa nos estabelecimentos que selecionamos para aproveitar o evento.
Planejamos começar a jornada gastronômica no sábado, com um almoço no Eñe, mas, para a nossa surpresa, fomos avisados que o estabelecimento não vai participar do evento aos sábados e domingos, informação que não consta no site do restaurante e nem na do SPRW.
Sugerimos para quem pretende aproveitar o SPRW aos fins-de-semana, entrar em contato com os estabelecimentos e confirmar os dias e horários em que o local irá servir o menu especial do evento.
Esperamos, sinceramente, que para as próximas edições a organização da São Paulo Restaurant Week fique mais atenta a esse tipo de acontecimento. E, principalmente, que todos os restaurantes envolvidos se empenhem em proporcionar ao público um evento mais comprometido com a excelente proposta de unir gastronomia de qualidade a preços acessíveis durante todo o período do evento.

13 de ago de 2008

O super hambúrguer

O The Fifties é uma lanchonete que freqüentamos há bastante tempo. A unidade que consideramos mais bacana é a de Moema (sim, nosso bairro preferido!).

O local é muito bonito e espaçoso, mesmo assim é comum a fila de espera nos finais de semana à noite.

Sempre que vamos ao The Fifties precisamos estar famintos pois os sanduíches são muito grandes. Existem algumas combinações prontas e também a opção de montar o próprio lanche, o que nós costumamos fazer.
Na última visita, o Fernando escolheu hambúrguer de picanha, catupiry e salada (R$ 17,70).

A combinação agradou e ele, que adora catupiry em lanches, e ficou feliz quando viu a quantidade bem generosa do queijo.
Eu fui de hambúrguer de frango, molho especial de tomate pelato italiano, creme de queijos e salada (R$ 17,60).

Não estava ruim, mas a carne parecia mais um filé de frango. Sem falar que exagerei no tomate.
Para acompanhar nossos lanches, dessa vez substituímos a tradicional batata frita pela porção de Onion Rings (R$ 10,50). Ficamos arrependidos pela troca pois as cebolas chegaram bem oleosas e esfareladas.

Para superar a decepcão com os farelos de cebola empanada, pedimos o Milk Shake Fifties (R$ 18 com 700ml e R$ 13,50 com 350ml) – milk shake de chocolate com licor de cacau, coberto com creme chantilly, chocolate granulado e cereja.

Gostamos tanto desse milk shake que às vezes vamos ao Fifties só pra pedir um.

Sugestão do chef: as unidades de Moema (11 5532-0001) e da Vila Olímpia (11 3848-9800) ofercem serviço de entrega nessas regiões. No site da lanchonete é possível fazer o download do cardápio com os preços.

The Fifties: Alameda Jauaperi, 1.468 – Moema – São Paulo – SP. Tel.: (11) 5041-4662. Mais quatro endereços na capital.

10 de ago de 2008

São Paulo Restaurant Week - Inverno 2008

Entre os dias 18 e 31 deste mês acontece a edição de inverno do São Paulo Restaurant Week.

O evento é uma ótima oportunidade para experimentar cardápios especiais preparados por restaurante renomados. E o melhor, sem pagar tão caro, principalmente no almoço, ocasião em que a refeição completa (entrada, prato principal e sobremesa) sai por R$ 25 e mais uma contribuição de R$ 1 destinada a Fundação Ação Criança – no jantar o preço sobe para R$ 39 + R$ 1.
Na última edição, estivemos apenas no restaurante El Patio, mas agora já estamos preparando nosso roteiro e contaremos aqui como foram as visitas aos locais selecionados.
Um pena que, mais uma vez, nem todos os cardápios criados para o evento estão disponíveis no site.

3 de ago de 2008

Alta gastronomia no Renaissance

O Hotel Renaissance convidou blogueiros e jornalistas para apresentar as novidades de sua área gastronômica em uma degustação itinerante, com pratos harmonizados com vinhos da importadora Expand.


Começamos pelo Lobby Sushi, um espaço recém-criado com a expectativa de atrair hóspedes e pessoas que freqüentam a região após as 18 horas.

Para a ocasião, o chef Paulo Uehara montou um combinado com sushi de salmão e ovas de peixe, sushi de mini-polvo e sushi de enguia, acompanhados pelo chirashizushi, uma tigela de arroz coberta com sashimi de atum e de salmão, pepino, nabo, shitake e camarão.

O frescor de todos ingredientes estava evidente e a Débora, que é muito mais fã de comida japonesa - aliás, ela é fã, eu não - achou tudo delicioso. Eu preferi voltar a minha atenção para o Faìve Rosé Brut (R$ 78), bem leve e doce no final.


Demos uma olhada no cardápio e vimos que os temakis têm preço variando entre R$ 13 e R$ 17,50. Não experimentamos, mas achamos interessante o suporte que o acomodava.

Já o Chefs Signature's, combinado de sashimi, nigiri e rolls, sai por R$ 52 o individual e R$ 98, para duas pessoas.
Deixamos o sushi-bar em direção ao Terraço Jardins, o (sóbrio) espaço de alta gastronomia do Renaissance, que agora passa a ter uma área reservada ao chá da tarde.



O chef Gayber Silveira, eleito o melhor da rede no mundo, preparou um prato com carré de cordeiro e carré de javali com aspargos, espuma de hortelã e uma maravilhosa polenta recheada com queijo de cabra. Estava excelente. Nunca tínhamos comido javali e gostamos muito, a carne é macia e tem sabor suave.

O vinho foi o Brunello de Montalcino (R$ 298), sem dúvida o melhor da noite.

Antes do próximo prato chegar, limpamos o paladar com o sorbet de capim santo.

Em seguida fomos servidos de filet mignon grelhado com foie gras e palmito pupunha. Carne no ponto e com um tempero primoroso. A pupunha foi o destaque e superou o sabor do foie gras – inclusive nos certificamos de que podemos viver sem ele.

Para harmonizar, fomos servidos do chileno Terrunyo Carménère Peumo Valley 2005, da Concha Y Toro. Percebemos uma acidez maior que a do vinho anterior, mas também gostamos (R$ 148).

Espiamos o cardápio e vimos que os preços de pratos com carne variam entre R$ 48 e R$ 62. Já os peixes saem por algo entre R$ 54 e R$ 68.
E foi no último espaço que eu me senti mais à vontade – e a Débora disse o mesmo. Localizado entre a piscina e a academia, o Bytes é a área de alimentação rápida do hotel. Estações de computador e algumas mesas altas tornam o clima mais informal.


O cardápio, escrito em lousas enormes, traz sanduíches e saladas, algumas com ingredientes orgânicos e preços mais “encaráveis”: entre R$ 19 e R$ 23. Foi lá que nos serviram as mini-sobremesas: espuma de chocolate, creme bruleé de pistache (meu preferido), torrone com chocolate e pistache, além de um doce bem leve à base de iogurte e blueberry.

Os doces foram harmonizados com um Jerez, o Lustau Solera Reserva Península Palo Cortado (R$ 135). Um vinho do Porto teria agradado mais ao nosso paladar.

Sugestão do chef: ao contrário dos locais que costumamos visitar, em geral com preços bem mais acessíveis, os restaurantes do Renaissance e os vinhos que degustamos não são opções para o dia-a-dia – pelo menos não para o nosso. Porém, a ótima gastronomia do Terraço Jardins e do Lobby Sushi tornam esses espaços opções interessantes para uma comemoração ou um momento especial. Já os preços cobrados no Bytes não diferem tanto das boas casas de alimentação rápida e este pode ser o ponto de partida para quem se interessou em conhecer a gastronomia do hotel.

Hotel Renaissance: Al. Santos, 2.233, Jardins – São Paulo - SP - Tel: (11) 3069-2233
Related Posts with Thumbnails